domingo, 4 de março de 2012

Se não tem cor, não vale a pena


Esse bem que poderia ser o slogan da grife Meadham Kirchhoff, situada em Londres sob a coordenação dos reis da criação a partir daquilo que é bizarro e ao mesmo tempo atraente (vulgo uma coleção inspirada no filme Pink Flamingos, de John Waters), Edward Meadham, que é inglês, formado em womenswear e Benjamin Kirchhoff, nascido no sul da França, formado em menswear, ambos formados na Central Saint Martins em Londres.



Tendo começado sua trajetória com um design essencialmente minimalista com uma paleta de cores calmas (Off-White, bege, etc) os dois designers sofreram uma reviravolta brutal em seu processo criativo mais ou menos na coleção do Outono de 2011, e agora trabalham quase que exclusivamente com cores mais vivas, para dizer o de menos, e em abundância.


Usando inspirações como garotas adolescentes dos anos 60, barbies e a Courtney Love, os dois são considerados os novos Enfant Terribles da moda. Um diferencial que vale a pena ser ressaltado também é o  uso do desfile como um palco de teatro, que vem se perdendo nos últimos tempos

2 comentários:

Helena Obersteiner disse...

eu gosto muito desse uso do palco, principalmente as garotas do começo. só nao sei se manteria elas durante todo esse tempo, ou mesmo as crianças depois... fica mais dificil de prestar atenção nas peças

Bijunkie disse...

é, eu concordo! Eu gosto muitissimo das Courtneys no começo, mas achei que eles iam tirar elas para dar espaço para as modelos...Independente, eu amo o efeito que dá no começo. Inclusive porque elas tem um corpo super normal, o que me deixa bem feliz haha